YUKI-ONNA – A MULHER DA NEVE

De acordo com a lenda a yuki onna (雪女 : mulher neve) é um youkai (um demônio do folclore japonês) essa personagem esteticamente linda, porém perigosa, e a personificação da morte quando ocorre fortes tempestades de neve.

yuki onna 1 1

As lendas japonesas tendem a mencionar sua habilidade de transformar pessoas em puro gelo. Outras vezes, as histórias falam com seu lado mais suave e gentil, e sugerem que Yuki-Onna é mais um espírito benevolente do que um retrata-la como uma ceifadora que espera pela próxima vítima.

Segundo a lenda ela aparece na forma de uma mulher linda e jovem, que ao se apaixonarem por homens se aproximam deles e seduzem, casando-se e constituindo família, e até tendo filhos.

Entretanto, a história de amor sempre finda com o desaparecimento dela num dia de maior bruma ou de tempestade, provavelmente quando o chamado de seu mundo se torna mais forte.

Ela não é uma criatura mitológica muito popular, contudo Yuki-Onna é conhecida pela maioria das pessoas que vivem nas altitudes mais altas, em montanhas e florestas ou em partes mais frias do Japão.

O LADO OBSCURO DA YUKI-ONNA

Outra narrativa é que Yuki-Onna aproveita os viajantes perdidos em fortes tempestades de neve. Esta lenda torna-se mais conhecida hoje em dia por causa dos animes de Yokai que retratam muito bem as características da Yuki-Onna e de sua lenda. A maioria das Yuki-Onna não são tão agradáveis, no entanto, passa a vida caçando humanos na neve.

Elas ficam perto das estradas das montanhas e atacam os viajantes que chegam e vão, além de invadir algumas casas ao redor, congelando instantaneamente todos os residentes durante a noite.

CONTOS YUKI ONNA :

A história por Lafcadio Hearn :

Na história do escritor Patrick Lafcadio Hearn, um dos grandes responsáveis por trazer muito da cultura dos folclores japoneses ao ocidente, a lenda da Yuki-Onna descreve dois lenhadores — Mosaku, um homem mais velho, e Minokichi, o mais jovem. Os homens estavam voltando para casa em uma noite fria, quando foram pegos por uma forte tempestade de neve. Eles conseguiram encontrar abrigo em uma cabana perto de um rio. Os dois homens adormeceram, mas Minokichi foi acordado mais tarde por um vento frio, que abriu a porta da cabana. Ele teve a visão mais chocante de sua vida ao ver uma mulher vestida de branco perante as circunstâncias.

A Yuki-onna foi em direção a Minokichi, mas ela teve pena dele quando notou sua juventude e beleza. Ela decidiu poupar a vida dele com a condição de que ele nunca revelasse o que viu naquela noite a ninguém. O jovem concordou. Yuki-onna também o avisou que se ele contasse a alguém sobre o evento, ela saberia e o mataria.

Um ano depois, Minokichi se casou com uma bela jovem chamada O-yuki (Grande Nevasca) e eles tiveram um casamento e filhos. Um dia, esquecendo sua promessa ao ser sobrenatural, o jovem conta à esposa sobre o dia em que viu a tal Yuki-onna. Para sua surpresa, O-yuki revelou-se o mesmo a Yuki-onna e o lembrou de sua promessa de segredo. Ela decidiu poupar a vida de Minokichi mais uma vez por amá-lo muito e por seus filhos precisarem dos cuidados do homem, porém ela desapareceu na mesma noite, deixando-o para sempre.


A Yuki-Onna

Embora os relatos de Yuki-Onna no folclore japonês sejam supostamente antigos, os primeiros registros escritos da história deste ser vêm do período Muromashi, entre 1333 até 1573. Um monge chamado Sogi escreveu sobre seu encontro inusitada com a Yuki-Onna ao sair de casa em uma manhã de neve.

Sua descrição falava de uma jovem bonita e muito alta, de pé em seu jardim congelado, com um rosto branco como a mais pura neve. Estranhamente, ainda jovem, o cabelo dessa linda mulher também era branco como a neve. Ela usava um quimono branco, quase translúcido, que não poderia aquecer um ser humano normal em um dia frio de nevasca como aquele. Quando Sogi tentou falar com ela, a mulher sedutora desapareceu. Foi dito a Sogi que aquela poderia ser a Yuki-Onna que geralmente aparecia durante fortes nevascas, mas raramente na época em que estavam, a primavera.

Na cidade de Niigata, um homem idoso operava uma pousada em uma trilha de montanha com sua esposa. Numa noite de neve, a estalagem foi visitada por uma jovem que viajava sozinha. Ela se aqueceu junto ao fogo e comeu junto com os dois. Ela era doce, charmosa e encantadora. No meio da noite, durante uma forte nevasca, ela se levantou e decidiu ir embora. O hospedeiro que viu, implorou para ela não saísse e pegou sua mão para evitá-la de sair neste gelo. Sua mão estava fria como gelo, e apenas tocá-lo sugou todo o calor do corpo do homem, fazendo-o tremer drasticamente. Enquanto ele tentava mantê-la em casa, seu corpo inteiro se evaporou, transformando em uma névoa fria, subindo pela chaminé e se esvaindo no meio da noite.

Outro conto diz sobre um homem da cidade de Yamagata declarou ter sido casado com uma Yuki-Onna. Ela era linda, com olhos encantadores e de pele branca como uma estátua de mármore. Enquanto ele adorava tomar longos banhos quentes todas as noites, sua esposa sempre se recusava a tomar banho, o que o deixava cismado com tal ação.

Numa noite particularmente fria e com neve, ele insistiu para que sua esposa tomasse banho, para que ela não morresse de frio. Ela protestou, porém não havia escolha se não obedecer a vontade de seu marido, e então finalmente, concordou. Quando ele foi visitá-la alguns minutos depois, tudo o que encontrou na banheira eram finos fragmentos de gelo meio derretido.

Gostou? Então não deixe de comentar e compartilhar com seus amigos ^^ (Equipe Hanasu (話す))

Compartilhar

Deixe aqui seu Comentário

Como Estudar e Traduzir Textos em Japonês

Dicas para Aprender Japonês