Japão “Proibido Para Mulheres”

As mulheres ainda nos dias de hoje, vêm sendo proibidas de fazer certas coisas (entrar em locais, usar instalações, etc) desde que a civilização existe. Restrições ainda são comuns, mas, geralmente, estão ligadas a contextos religiosos. Embora as religiões evoluam e mudem com o tempo, isso não significa que todas elas são atualizadas.

O significado por trás dessas proibições é que as mulheres são impuras porque menstruam (o mesmo processo biológico impuro que as permite dar à luz ao homem!). Além disso, são consideradas o sexo frágil e distraem os homens com sua beleza sensualidade, etc.

Abaixo destacamos cinco coisas que as mulheres em pleno século 21 ainda são “proibidas” de fazer no Japão. A divisão foi feita em proibições e semi-proibições.

1 – Proibição: Entrar em um ringue de sumô, participando de competições e rituais

Razão da Proibição: As mulheres violam a pureza do ringue do sumô

A Associação de Sumô afirma que, tradicionalmente, as mulheres foram proibidas de fazer parte de atividades relacionadas ao sumô durante séculos e seria uma desonra para todos os seus ancestrais caso a tradição sofresse uma mudança.

O significado por trás dessas proibições são que as mulheres são impuras porque menstruam.

Com o impressivo número de mulheres no Japão envolvidas nas artes marciais atualmente, elas bem que poderiam receber uma permissão dos seus ancestrais, não é? Mas, não. As mulheres não têm permissão para entrar no ringue de sumô nem para entregar os prêmios aos lutadores.

2- Proibição: Escalar o topo do Monte Omine em Nara

Razão da Proibição: As mulheres são consideradas uma distração para os homens

Se você já sonhou em escalar o Monte Omine na província de Nara, considerado como Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, esperamos que você não seja uma mulher!

A interdição é realizada desde os tempos antigos que, de acordo com a tradição Shinto, a natureza atrativa da mulher distrairia os peregrinos de suas funções ascéticas. Talvez as mulheres dessa época eram lindas de morrer ou, então, andavam nuas para escalar a montanha!

3 – Semi-proibição: Usar óculos no trabalho em restaurante ou outros empregos

Razão: os copos ficam embaçados ao servir comida quente e fumegante” e “os copos não combinam bem com quimonos”.

“Por que os homens podem usar óculos, mas não as mulheres?”
Esta pergunta está causando um rebuliço nas redes sociais, após publicações de que alguns empregadores proibiram as funcionárias de usar óculos no trabalho. Essas proibições poderiam realmente existir?

O que as Mulheres dizem:

“É inacreditável que existam locais de trabalho com essa regra.”
“É discriminação contra as mulheres.”
“Não tenho escolha a não ser desistir se sou proibido de usar óculos no trabalho.”
“Há pessoas que não podem usar lentes de contato e elas também são caras. A empresa vai pagar por elas?”

Mulheres em várias áreas de trabalho, incluindo recepcionistas, terapeutas de beleza, garçonetes e creches, reclamaram em sites de redes sociais que foram proibidas de usar óculos no trabalho.

Quanto ao motivo, um terapeuta de beleza foi informado de que “os óculos são perigosos porque podem cair sobre os clientes”. Mas algumas razões estão longe de ser convincentes. Uma recepcionista foi informada de que “mulheres que usam óculos parecem frias”, enquanto um funcionário de um salão de massagens foi avisado de que elas “criam uma atmosfera sombria”.

4 – Semi-proibição: Usar hotéis cápsula

Razão: Visam apenas os homens de negócios

Você já deve ter ouvido falar que a maioria dos hotéis cápsula são voltados somente para homens, no entanto, a regra não existe mais já que agora há locais que permitem a entrada de mulheres.

Contudo, se uma mulher quiser utilizar um hotel do tipo ela será recusada 99 vezes em um total de 100. Então, é mais correto dizer que as mulheres “ainda” não são aceitas em grande parte dos hotéis cápsula.

Essa acomodação barata costumava ser exclusivamente voltada aos homens de negócios e àqueles que bebiam até tarde da noite e que perdiam o horário dos trens. Alguns hotéis cápsula estão reconhecendo que um número significativo de mulheres também tem o mesmo estilo de vida, e assim passaram a aceitá-las em seus hotéis.

Há alguns hotéis cápsula que aceitam mulheres e que disponibilizam sites em inglês: Asahi Plaza (Osaka), Green Plaza (Tóquio) e o Nine Hours (Aeroporto de Narita e Quioto).

5 – Semi-proibição: Tornar-se sushi chefs

Razão: As mãos das mulheres são quentes e podem arruinar o sabor do sushi

O assunto vem sendo muito discutido e foi declarado como um mito urbano pelo National Public Radio nos Estados Unidos.

O filho do proprietário do restaurante Sukiyabashi Jiro, deu uma entrevista ao blog do Wall Street Journal e disse que as mulheres não deveriam se tornar sushi chefs porque elas menstruam.

“Ser um profissional na área significa ter um paladar estável, e, por causa do ciclo menstrual, as mulheres têm um desequilíbrio no paladar e não devem se tornar sushi chefs”, disse ele.

Será que ele não cogitou as chances de uma mulher se tornar uma sushi chef após a menopausa?

Excluindo todo esse tumulto sobre menstruação e impureza, as mulheres podem ser bem sucedidas em vários campos.

Claro, já é hora dessas proibições serem suspensas. Enquanto que muito progresso foi feito no passado, tais como suspender a regra que proibia que as mulheres escalassem o Monte Fuji, outras restrições estão provando ser mais obstinadas, apesar dos protestos feitos por grupos de defesa da mulher no Japão.

Será que essas restrições serão suspensas a qualquer momento num futuro próximo? Somente os japoneses podem decidir isso.

Veja Também: Onna-Bugeisha : As Mulheres Samurais

Gostou do artigo? Deixe sua opinião abaixo e compartilhe com seus amigos (Equipe Hanasu 話す)

Compartilhar

Deixe aqui seu Comentário